Crazy777 - vitórias de Kleber Eletric e Georges Lemonias na abertura

0

Corrida com modelos antigos, Old Stock Race 2023 teve inicio nesse fim de semana em Interlagos. leber Eletric e Georges Lemonias, o Grego, venceram provas de abertura

Interlagos foi sede da primeira etapa da Old Stock Race 2023 (Foto: Divulgação)
Interlagos foi sede da primeira etapa da Old Stock Race 2023 (Foto: Divulgação)

O final de semana da abertura da Temporada 2023 da Old Stock Race teve tudo o que o verdadeiro apaixonado por automobilismo gosta: grandes pegas, ultrapassagens, chuva e muita velocidade em Interlagos. A bordo dos bravos Opalas, os pilotos da categoria procuravam os melhores resultados para pular na frente logo na estreia. No entanto, apenas Kleber Eletric e Georges Lemonias, o Grego, sentiram o sabor de estar no ponto mais alto do pódio.

A primeira prova trouxe Thiago Lourenço e Eletric largando na primeira fila. O piloto do Opala #70 pulou na dianteira já na largada. Mas quem estava atento, mesmo, era o piloto Grego #18. No fim da reta oposta usou tudo que seu carro rendia para sair de terceiro e assumir a liderança.

RecebanotíciasnoWhatsApp!
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
Assine nosso canal no Telegram

Cristiano Gomes, Pedro Pimenta, Marco Maragno, Pedro Gomes e Kaká Freire também vieram fortes para o primeiro pelotão.

Na segunda volta, no bico de pato, Thiago Lourenço assumiu a segunda posição sobre Kleber Eletric. O trio ponteiro passou a protagonizar grandes duelos, até Lourenço assumir a ponta, trazendo Eletric para segundo e Grego em terceiro.

Com problemas no câmbio, Grego passou a perder competitividade e, após liderar, abandonou a primeira corrida, trazendo trabalho aos mecânicos para ajustarem os problemas para a segunda corrida.

A partir de então, briga franca entre Lourenço e Eletric, que assumiu a dianteira antes da metade da prova. A disputa entre o terceiro e sexto lugares foi ferrenha entre Cristiano Gomes, Luiz Carlos Zapelini, Pedro Gomes e Kaká Freire, que sofreu com um vazamento de óleo.

Eletric faturou a vitória, seguido por Thiago Lourenço. Zapelini conseguiu se destacar e ficar em terceiro. Cristiano Gomes foi o quarto, seguido por Kaká Freire que assegurou a quinta posição sobre Pedro Gomes nos metros finais.

“Estou muito feliz, começando o ano com o pé direito. Fizemos os ajustes necessários para ter esse resultado. Colocamos a cabeça no lugar e tive disputas super limpas com o Thiago [Lourenço]. Os carros estão bem parelhos. Essa é a categoria raiz”, resume Eletric.

Segunda prova
A corrida da tarde de domingo trouxe um clássico detalhe de Interlagos em dias de verão: a chuva. No início da prova, durante o alinhamento, uma fina garoa, que foi aumentando com o tempo e trouxe o sabor que a prova precisava.

Novamente embate de Eletric e Lourenço na dianteira logo no S do Senna. A chuva foi aumentando e o piloto Grego, que abandonou após quebra na primeira corrida, mostrou sua especialidade. Largando do fundo do grid e chacoalhando seu Opala #18 foi ganhando posições.

Thiago Lourenço passou a liderar, seguido de Eletric e Grego. Na terceira volta houve a entrada do Safety Car, depois da batida de Eletric, que escapou do traçado e foi parar na brita.

Na relargada, pressão de Kaká Freire e Grego para cima de Lourenço. Grego consegue a liderança na sétima volta e passa a abrir vantagem. Pilotar na chuva é uma de suas especialidades.

A quantidade de água foi aumentando na segunda metade da corrida e a pressão entre Lourenço e Grego rendeu excelentes pegas na pista encharcada.

Confira estes conteúdos que estão bombando:
DPVAT 2023: seguro obrigatório não será cobrado
Porsche 918 Spyder tem o IPVA 2023 mais caro do Brasil
BOATO: mensagem no WhatsApp engana sobre Taxa de Licenciamento

Ainda assim, o piloto #18 seguiu na dianteira até o fim, cruzando em primeiro lugar.

“Eu gosto da chuva. Largando lá do final, melhor ainda. Quero dedicar essa corrida ao nosso amigo Campello, um dos criadores da Stock Car, em 1979”, disse Grego emocionado, ao citar Reinaldo Campello, que está em recuperação de saúde e teve seu nome estampado na frente do Opala vitorioso.

Também feliz com o resultado, Jeferson Pilon, o chefe da equipe Luizão Racing, preparador do Opala #18, comemorou o fim da etapa. “No ano de 2022, faturamos a categoria Old Man e foi de muito aprendizado. Começamos este ano com pé direito e certamente virão novos resultados”.

Confira o resultado final das provas:

PROVA 1 – CLASSIFICAÇÃO FINAL
1º KLEBER ELETRIC
2º THIAGO LOURENÇO
3º LUIZ C. ZAPELINI
4º CRISTIANO GOMES
5º KAKÁ FREIRE
6º PEDRO GOMES/FELIPE GAMA
7º KARIM NETO/F.BAROUDI
8º PLAUTOS LINS
9º FELIPE LEMONIAS
10º ADRIANO GOMES
11º MARCIO NASSER
12º MARCELO APOSTOLICO
Não completaram a prova: PEDRO PIMENTA, GEORGES LEMONIAS, MARCO MARAGNO, M.MARTINS/MALACO MAN

PROVA 2 – CLASSIFICAÇÃO FINAL
1º GEORGES LEMONIAS
2º THIAGO LOURENÇO
3º KAKÁ FREIRE
4º PEDRO PIMENTA
5º LUIZ C. ZAPELINI
6º CRISTIANO GOMES
7º PEDRO GOMES/FELIPE GAMA
8º ADRIANO GOMES
9º PLAUTOS LINS
10º MARCELO APOSTOLICO
Não completaram a prova: M.MARTINS/MALACO MAN, FELIPE LEMONIAS, KLEBER ELETRIC, KARIM NETO/F.BAROUDI, MARCIO NASSER, MARCO ANTONIO MARAGNO
Fonte: Academia da Comunicação