Crazy777 - Localiza é condenada após cobrar taxa de cliente que deu perda total em carro alugado

0

Cliente vai receber R$ 10 mil de danos morais após ser cobrado por ‘custos operacionais’. Motorista pagou seguro para cobrir perda total, mas Localiza também queria receber pela perda de receita e depreciação do veículo

Ford Ka: cliente da Localiza será indenizado em R$ 10 mil
Ford Ka: cliente da Localiza será indenizado em R$ 10 mil

ALocalizaRent-a-Car terá que indenizar um cliente que foi alvo de cobranças após sofrer acidente e dar perda total em veículo alugado. Apesar de ter contratado seguro completo do veículo durante a locação, o consumidor foi alvo de cobrança de ‘custos operacionais’ pelo tempo que a empresa ficaria sem a unidade. A Justiça inverteu o ônus da prova e condenou a locadora a indenizar o cliente em R$ 10 mil.

Siga o Crazy777 no Instagram
Inscreva-se em nosso canal no YouTube

O caso aconteceu no Espírito Santo e a decisão foi do 2º Juizado Especial Cível de Linhares. O consumidor contou à Justiça que sofreu acidente com um FordKa SE, que resultou em perda total. Porém, mesmo tendo pago R$ 900 pelo seguro, foi cobrado em R$ 5 mil pela Localiza por ‘custos operacionais’. Insatisfeito, ingressou com ação na justiça em fevereiro de 2020 para cancelar as cobranças.

Ao judiciário, a Localiza argumentou que a cobrança era lícita e referente a custos operacionais, como perda de receita, depreciação do veículo e outros não previstos em contrato. E devido ao não pagamento, enviou o CPF do consumidor para programa de restrição de crédito. Porém, ao analisar o caso, o juizado entendeu de forma contrária.

Ford Ka: cliente da Localiza será indenizado em R$ 10 mil
Ford Ka: cliente da Localiza será indenizado em R$ 10 mil

Na sentença, formulada por um juiz leigo e publicada em fevereiro de 2021, o consumidor foi considerado como parte vulnerável do caso, uma vez que a empresa tem mais condições de provar sua alegação. Dessa forma, a Justiça inverteu o ônus da prova e determinou que os custos não poderiam ser aplicados ao consumidor, uma vez que os riscos da atividade são da empresa.

LEIA TAMBÉM:
Localiza é condenada a indenizar cliente em R$ 8 mil devido ‘ironia’ de vendedora
IPVA 2021 SP: McLaren Senna tem o imposto mais caro; valor dá para comprar um apartamento!

Caminhoneiro aposentado cria réplica de Scania 113 H com motor de moto e caixa de Chevette
IPVA 2021: Ferrari F8 Tributo tem o imposto mais caro de MG; valor é de cair o queixo!

“Em que pese a previsão contratual, tenho que a referida cobrança não pode ser repassada ao consumidor. Como o próprio nome diz, tratam-se de Custos Operacionais, e como tal, são de responsabilidade do prestador do serviço, eis que se referem aos custos de operação do seu negócio, e se encontram na esfera do risco da atividade desenvolvida”, diz a sentença de Gabriel Bride Moreira, validade por juiz de Direito.

Nesse sentido, o judiciário declarou a inexigibilidade do débito e fixou a indenização por danos morais em R$ 10 mil, diante da constatação do sofrimento experimentado pelo autor, da cobrança indevida e da restrição do crédito do consumidor.

“A sentença é extremamente importante para casos semelhantes, pois reconhece que o risco da atividade econômica não deve ser transferida ao consumidor”, disse Nágila Mirandola, advogada do cliente.


Assine nossa lista VIP no Telegram! É grátis!

Entre no grupo do Crazy777 no WhatsApp!