Crazy777 - Renault lança cartilha de diversidade de gênero, LGBTQIA+ e PcD

0

Marca adota cartilha de diversidade no Brasil para promover igualdade e combater preconceito de gênero, raça, idade e orientação sexual. Recomendações valem também para concessionários

Cartilha de Diversidade e Inclusão da Renault aborda cinco temas

A Renault do Brasil lançou nesta semana a primeira edição da cartilha de Diversidade e Inclusão, válida para todos os seus colaboradores e concessionários. O documento visa combater o preconceito de gênero, idade, condição física, raça ou orientação sexual e promover a igualdade na empresa (Confira na íntegra abaixo).

O documento de 25 páginas aborda questões relacionadas em cinco temas: gênero, LGBTQIA+, raça e etinais, pessoas com deficiência (PcD) e idade. A Renault ressalta já realizar ações em favor do empoderamento feminino desde 2015, quando aderiu aos WEPs (Women’s Empowerment Principles– ONU). Além disso, em 2020, foi a primeira montadora a aderir ao Fórum de Empresas e Direitos LGBTQIA+ e, em 2021 se passou a integrar a Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial e do Movimento Mulher 360.

“Esta cartilha é um convite para todos os colaboradores, fornecedores e concessionários da Renault refletirem sobre estes importantes temas, e colocarem em prática os comportamentos adequados para garantir um ambiente de trabalho com segurança psicológica, livre de preconceitos e discriminação”, afirma Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.

LEIA TAMBÉM:
Último Sandero R.S. vira peça do museu da Renault
GP da Rússia é cancelado pela FIA; Verstappen e Vettel criticam guerra
Rússia: conheça os carros mais vendidos do país

Em relação ao combate ao preconceito contra as mulheres, a Renault recomenda eliminar do vocabulário dentro do ambiente da empresa, expressões como “ela deve estar louca” ou “ela está falando assim por que está de TPM” etc. Já em relação à agenda LGBTQIA+ (lésbicas, gays, bissexuais, transsexuais/transgêneros, queer não-binário, interssexual, assexual e o ‘+’é para para reconhecer as orientações sexuais ilimitadas), a marca francesa sugere evitar piadas e brincadeiras e reforça o respeito às posições delas.

Sobre etnias, a Renault do Brasil aborda questões para combater o preconceito racial. A montadora francesa recomenda evitar uso de expressões como “denegrir” e “criado-mudo” e repele expressões racistas como cabelo ruim e cabelo ruim.

A Renault do Brasil é a única unidade do Renault Group no mundo a ter cinco grupos de trabalho pela diversidade, com projetos e ações. São eles:

· Women@Renault: equidade de gênero

· Proud@Renault: agenda LBGTQIA+

· Access@Renault: inclusão das pessoas com deficiência

· AllCollors@Renault: raça e etnias

· Generations@Renault: trata o tema das multigerações



A Cartilha de Diversidade e Inclusão da Renault do Brasil está disponível no site da montadora www.renault.com.br/renault-no-brasil/nossos-compromissos 

Siga o Crazy777 no Instagram
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
Assine nosso canal no Telegram