Crazy777 - Venda digital de veículos pela CDT chega a 110 mil transações

0

Aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) permite venda digital de veículos. Governo contabiliza mais de 110 mil transações pelo recurso em 2022

App Carteira Digital de Trânsito (CDT): venda digital pode ser feita no dispositivo (Foto: Ricardo Botelho/MInfra )
App Carteira Digital de Trânsito (CDT): venda digital pode ser feita no dispositivo (Foto: Ricardo Botelho/MInfra )

Lançada em março de 2022, a funcionalidade Venda Digital, da Carteira Digital de Trânsito (CDT), atingiu a marca de 110 mil negócios realizados em todo o Brasil. A tecnologia reduziu a burocracia ao dispensar a necessidade de reconhecimento firma ou assinar contrato em papel, exigindo apenas a assinatura digital do gov.br e biometria facial, por meio do aplicativo da CDT.

RecebanotíciasnoWhatsApp!
Inscreva-se em nosso canal no YouTube
Assine nosso canal no Telegram

Pelo aplicativo da Carteira Digital de Trânsito, o vendedor indica o CPF do comprador e manifesta a intenção de venda. O órgão local de trânsito onde ocorreu o registro do veículo toma conhecimento e permite a geração da Autorização para Transferência da Propriedade do Veículo (ATPVe), que aparece na CDT e é assinado eletronicamente por ambas as partes.

CONFIRA AGORA: BOATO no WhatsApp engana sobre Taxa de Licenciamento

Infográfico com as vendas digitais por estado

Como funciona a venda Digital

A ferramenta está disponível em 17 unidades da Federação. Ou seja, é possível comprar e vender veículos registrados nos seguintes estados: Acre, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, e Sergipe. A tecnologia é uma iniciativa do Ministério da Infraestrutura, por meio da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), desenvolvida pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

E-book:Saiba tudo sobre o Código de Trânsito Brasileiro! com Julyver Modesto

A transação é segura, exigindo a autenticação no gov.br e biometria facial para a assinatura digital. A Venda Digital está disponível para proprietários de veículos com documentos emitidos a partir de 4 de janeiro de 2021, data em que o antigo Documento Único de Transferência (DUT) foi substituído pela versão digital, a ATPV-e. Ao todo, mais de 27 milhões de pessoas possuem documentos emitidos a partir desta data. (Fonte: Redação e Ag.Brasil)

CONFIRA TAMBÉM:

Onix supera Strada e HB20 nas vendas de dezembro de 2022

Compartilhe isso: